› 
 › 
NR12: segurança no manuseio de máquinas
NR12: segurança no manuseio de máquinas

Com gastos anuais de R$ 70 bilhões, o Brasil é um dos países que concentram o maior número de acidentes de trabalho no mundo. Somente em 2013, foram 717.911 casos, dos quais 2.503 evoluíram para óbito - quantia que classifica o país como o quarto com o maior número de mortes por essa causa no mundo, perdendo apenas para a China, Estados Unidos e Rússia. Os dados da Organização Internacional do Trabalho (OIT) são tão expressivos que exigem decisões urgentes do poder público. 

Elaborada inicialmente em 1978 e atualizada por uma portaria de 17 de dezembro de 2010, a Norma Regulamentadora 12 (NR12) é uma das medidas adotadas pelo governo federal, no sentido de minimizar o número de acidentes no país e evitar que mais trabalhadores figurem neste ranking negativo. Definida por uma comissão tripartite, composta pelo Ministério do Trabalho e Emprego, empresários da Confederação Nacional da Indústria (CNI) e sindicatos, ela estabelece diretrizes para a segurança no trabalho em máquinas e equipamentos e aponta medidas preventivas de segurança e higiene, que garantam a integridade física e a saúde dos trabalhadores.

Mas sua aplicação exige amplo conhecimento técnico e uma equipe composta por ao menos um engenheiro especialista em projeto e construção de máquinas. Rodolpho Godoy Júnior, diretor técnico da Usiforma Safety, empresa especializada em assessoria e adequação à NR12, destaca que a escolha criteriosa da empresa que será responsável por sua implantação é fundamental, uma vez que a responsabilidade recai sobre a contratante, em caso de fiscalização.

“Com raras exceções, como no caso de prensas, a NR12 é totalmente baseada em normas internacionais, por isso, exige amplo conhecimento de quem a aplica. A Usiforma Safety é cadastrada no Crea (Conselho Regional de Engenharia) e está apta legalmente a fornecer laudos, assessoria, bens, serviços, projetos e softwares. Em resumo, não somente adequações de segurança, mas soluções completas em máquinas e equipamentos, conforme normas e regulamentações legais vigentes”, aponta.

Além da propaganda negativa e de multas, que variam conforme a situação encontrada, as empresas autuadas por descumprirem a NR12 podem ter grandes consequências com a perda de produção, já que as máquinas e equipamentos que não correspondam às determinações da norma são lacrados e permanecem assim, até que haja adequação. No caso das montadoras, por exemplo, os prejuízos são estimados em R$ 50 mil por hora parada. Em um dia, podem equivaler a 800 veículos não produzidos.

Fotos: Divulgação

voltar
ASSINE NOSSA NEWSLETTER, E FIQUE
POR DENTRO DAS NOSSAS NOVIDADES!
*email inválido
seu cadastro foi efetuado com sucesso!
RUA JOÃO COVOLAN FILHO, 321
DISTR. INDUSTRIAL - STA. BÁRBARA D´OESTE
USIFORMA@USIFORMA.COM.BR
+55 (19) 3454.7009